Pesquise neste blog

domingo, 17 de junho de 2012

RONDA APREENDE 884 ARMAS EM 2012

Fonte: DN


Balanço mostra que as ações produzem baixas no crime, mesmo a tropa agindo no policiamento comunitário das cidades

Policiais militares do Batalhão de Policiamento Comunitário, o Ronda do Quarteirão, apreenderam 884 armas de fogo somente no período compreendido entre 11º de janeiro e o último dia 14 de junho. A informação foi prestada à Reportagem pelo comandante da unidade, tenente-coronel PM Roosevelt Alencar. "Isto é fruto de um intenso trabalho de policiamento comunitário mesclado com a ostensivamente de operações e abordagens", releva o oficial.


A tropa do Batalhão de Policiamento Comunitário (BpCom), ou Ronda do Quarteirão, está passando por treinamento tático para o combate ao crime FOTO: KIIKO SILVA
Das 884 armas de fogo confiscadas da ilegalidade em menos de seis meses, o maior número de apreensões ocorreu em Fortaleza. Foram nada menos, que 428. 

Além disso, outras 239 foram apreendidas no Interior do Estado e outras 217 nos Municípios que compõem o cinturão metropolitano da Capital cearense. Em todas as cidades da RMF, inclusive aquelas com população inferior a 40 mil habitantes, o Ronda está presente.

Operações
Segundo Alencar, o trabalho não é isolado. Além das denúncias feitas pela população, o Ronda também atua em conjunto com outras forças da Polícia Militar, como o Policiamento Ostensivo Geral (POG) e as chamadas ´unidades de elite´, como o Batalhão de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (BpRaio) e o Batalhão de Polícia de Choque (BpChoque).

Ao assumir o comando do Ronda, Alencar criou um grupo de Força Tática Ronda, semelhante ao FTA (Força Tática de Apoio) existente nas companhias e batalhões do POG. "Essas equipes não têm área fixa para atuar, ao contrário das patrulhas que fazem o Policiamento Comunitário. Elas agem dando apoio nas áreas onde torna-se necessária uma presença mais forte da Polícia", conta.

Exemplo disso ocorreu recentemente, quando o próprio coronel Alencar esteve à frente de uma operação ostensiva do Ronda do Quarteirão na área central da Capital. No quadrilátero formado pelas ruas São Paulo, Guilherme Rocha, Princesa Isabel e Tereza Cristina, transeuntes, moradores e comerciantes estavam assustados diante de uma onda de assaltos e tráfico de drogas. "Fizemos uma ação de presença, como resultado, localizamos drogas e armas em uma casa que servia de esconderijo para marginais que estavam agindo na área", ressalta.

Cortiço
O imóvel a que o oficial referiu-se está localizado na Rua Princesa Isabel. Trata-se de um casarão antigo que havia se transformado em cortiço e onde marginais se escondiam após os assaltos a ônibus, transeuntes e ataques a estabelecimentos comerciais do Centro da cidade.

Segundo Alencar, hoje o Ronda do Quarteirão está presente em 43 Municípios cearenses. O mais recente a receber o sistema de policiamento comunitário foi Santa Quitéria (220Km de Fortaleza). Ainda neste ano, é possível que o projeto seja implantado nas últimas cinco cidades com mais de 40 mil habitantes que ainda não contam com o sistema. São elas; Ipu, São Benedito, Mauriti, Pedra Branca e Mombaça.

Em Fortaleza, o Ronda do Quarteirão passou a fazer operações ostensivas com o apoio de outros órgãos públicos, como o Juizado da Infância e da Juventude, Vigilância Sanitária, secretarias Executivas Regionais (SER), Corpo de Bombeiros Militar, Secretaria do Meio Ambiente (Seman) e AMC.

Integração
São ações que atacam desde a questão da poluição sonora (apreensão de ´paredões´ de som e interdição de estabelecimentos com som em alto volume), ao tráfico de drogas, passando também pela Lei Seca e ao tráfego de veículos irregulares.

A mais recente operação do Ronda que resultou na apreensão de armas ocorreu nas cidades de Acopiara e Mombaça, na última sexta-feira. Foi mais uma operação integrada, com equipes do 10º BPM (Iguatu), que resultou na descoberta e prisão de uma quadrilha.

O grupo é suspeito de envolvimento em assaltos a bancos e contra carros-fortes. Em poder da quadrilha foram encontradas armas de grosso calibre, entre elas, submetralhadoras.

Número
428 armas de fogo foram apreendidas somente em Fortaleza, outras 239 no Interior e mais 217 nas cidades da região metropolitana.

1.000 novos policiais militares serão contratados pelo Estado, em concurso para o Ronda do Quarteirão já em andamento.

FERNANDO RIBEIROEDITOR DE POLÍCIA 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO ...

PODE AINDA APROVEITAR ESSE ESPAÇO PARA FAZER DENÚNCIAS