Pesquise neste blog

sexta-feira, 13 de julho de 2012

POLÍCIA MILITAR FECHA BINGOS NO CENTRO DE FORTALEZA


Fonte: DN
Uma operação que reuniu o Comando Tático Motorizado (Cotam), o Batalhão de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (BpRaio), e outras unidades do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque), resultou no fechamento de vários pontos, no Centro, onde funcionavam bingos e outros tipos de jogos de azar.

Em princípio, 12 pontos estavam sob suspeita, mas em somente sete deles elas foram confirmadas: três na Rua Major Facundo, nos números 264, 322 e 394; três na Rua São Paulo, nos números 32, 65 e 99; e um na Rua Floriano Peixoto, 591.

As máquinas apreendidas no casas de bingos clandestinos foram levadas ao 34º Distrito Policial. Um caminhão do BPChoque foi utilizado para transportar o material ilícito. A operação mobilizou vários policiais militares.

Ao todo, cerca de 90 equipamentos, entre computadores e máquinas caça-níqueis foram apreendidos e 15 funcionários dos estabelecimentos foram detidos. Todo o material apreendido foi levado para o 34ºDistrito Policial (Centro), bem como as pessoas que estavam no local e contribuíam para o funcionamento dos pontos ilegais. Em um deles, foram flagradas duas mulheres que trabalhavam como operadoras de caixa, o locutor, o segurança e dois jogadores.

Interrogados pelo delegado Everardo Lima, sobre quem seria o dono do bingo, os funcionários disseram que não sabiam para quem trabalhavam e nunca viram ninguém que se apresentasse como patrão deles. Segundo os detidos, a prestação contas do apurado era feita a uma secretária, que aparece em dias alternados.

Artigo 50

Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs) foram lavrados contra os detidos. Após a assinatura dos documentos, todos foram liberados. Posteriormente, terão de comparecer à Justiça. O juiz irá aplicar uma pena alternativa e aplicará uma multa.

Segundo Everardo Lima, eles infringiram Artigo 50 da Lei de Contravenções Penais, que prevê multas e até penas de três meses a um ano de detenção.

Um dos jogadores, que preferiu não se identificar, assume ser viciado e disse não ter dificuldades para manter suas práticas. "Aqui no Centro são muitos pontos. Quando a Polícia ´estoura´ um local, eles se mudam para outro. Sei que estou errado em jogar, mas não consigo parar. Principalmente, enquanto for tão fácil ter acesso", afirmou, enquanto esperava o encerramento do procedimento policial, assinar o documento e ser liberado.

A apreensão feita pelos policiais do Cotam, no número 65, contabilizou 14 CPUs, dois monitores, 814 reais, e dois globos de vidro. Segundo a Polícia, essa é uma das ruas com o maior número de casas que oferecem o serviço ilícito.

Outra dificuldade no local são os donos, que têm sido bastante renitentes em manter o negócio funcionando, mesmo sabendo da clandestinidade. O delegado diz que com o empenho da Polícia em fechar os pontos melhorou, mas os bingos voltam a funcionar na Malha Central.

NÚMERO

40 equipamentos foram apreendidos, entre computadores e máquinas caça-níqueis. Pelo menos, 15 funcionários foram detidos e levados à delegacia 


Curta nossa página no Facebook  - Instinto Policial


Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO ...

PODE AINDA APROVEITAR ESSE ESPAÇO PARA FAZER DENÚNCIAS