Pesquise neste blog

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

POLICIAL FOI ASSASSINADO EM FORTALEZA

Fonte: Blog Amigos do Ronda e Combate Policial

Morreu o policial militar baleado na tarde desta quinta-feira, 27, no bairro Canindezinho, em Fortaleza. Segundo informações de um Coronel, a vítima é o Soldado Ezequias Marinho, 31 anos, do programa Ronda do Quarteirão. 

Há cinco anos na PM, ele trabalhava na viatura do bairro Serviluz, também na Capital, e estava de folga no momento do crime. Ele era casado e tinha três filhos.

O PM estava em uma moto quando foi abordado por um homem de bicicleta, que tentou assaltá-lo. O soldado reagiu à ação e acabou levando três tiros, dois de raspão e um terceiro que pegou no rosto. O criminoso fugiu a pé, deixando a bicicleta no local do crime. 


Este foi o 17º PM assassinado neste ano de 2012 no Ceará, segundo balanço feito pelo O POVO. O último caso havia sido no dia 22 deste mês de dezembro, em Caucaia. A vítima foi o soldado Flávio Lima Pessoa, 33 anos, morto com um tiro no peito na calçada de asa. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu ao ferimento.


Cometário do Sd Fernandes, Blog Amigos do Ronda

POLICIAL MORTO REAGIU OU FOI EXECUTADO?




" Há uma versão quase "oficial" que a mídia costuma se apropriar, nem que seja paliativa, quando envolve a morte de um policial: reagiu ao assalto. Me causa muito desconforto o fato de que a tal reação pode nem mesmo ter ocorrido, por falta de oportunidade que seja. 



O policial militar tem seu próprio instinto. É normal que sua primeira reação a um assalto seja o ataque. Mas por questões óbvias, imaginemos também que é um profissional sob intenso risco, pois lida com bandido, um tipo covarde, porém, traiçoeiro e, além disso, semi-imune aos rigores da lei.


Precisa de pouco esforço para que o leitor faça um paralelo entre a exposição anterior e o caso do policial assassinado nesta Quinta-Feira(28), em Fortaleza.  Na hipótese de execução, lembremos que ele trabalhava numa área de extremo risco. Em caso de reação a assalto(que acho improvável), não se pode culpar o PM por tê-la feito. Como policial, agiu como policial. Já os bandidos, em ambas as prováveis ocasiões agiram como bandidos."





 Curta nossa página no Facebook - Instinto Policial

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE AQUI O SEU COMENTÁRIO ...

PODE AINDA APROVEITAR ESSE ESPAÇO PARA FAZER DENÚNCIAS